Início > Domótica > Dispositivos Domésticos Inteligentes: Proteja-se dos hackers

Dispositivos Domésticos Inteligentes: Proteja-se dos hackers

A Internet das Coisas (IoT) é o componente principal da automação residencial. Desde relógios com colunas a luzes e campainhas, cada vez mais existem dispositivos que podem comunicar enviando informações depois de executar um comando sobre o dispositivo.

Agora que cada vez mais existem dispositivos inteligentes nas nossas casas, é importante que não nos esqueçamos de os proteger o mais possível contra ataques de hackers.

Um dos erros mais simples que as pessoas cometem é o de não alterar as senhas que vêm por defeito com os dispositivos. Nunca se esqueça de durante o processo de ligação e /ou instalação dos seus novos dispositivos, alterar a password que vem por defeito por uma com letras, números e símbolos para tornar mais difícil qualquer tentativa de intrusão.

Dispositivos domésticos como o Google Home ou a Alexa são feitos para facilitar a nossa vida. Eles permitem controlar as luzes, termostatos, cameras de segurança doméstica ou o portão da garagem. Desde que esteja integrado no seu sistema de domótica, pode-se criar um comando de voz para esses dispositivos.

Mas e se esses dispositivos estiverem a permitir o acesso a hackers para aceder à sua casa? Embora seja conveniente controlar sua casa remotamente, alguns dispositivos de segurança críticos, como alarmes, trancas de portas e até mesmo monitores de bebés, podem ser invadidos.

Um dos erros mais usuais é o não se alterar a password por defeito do router que disponibiliza a sua ligação Wi-Fi e à internet. Como os routers estão ligados à Internet, eles representam um risco à segurança e as pessoas devem  estar cientes disso.

Existem maneiras de evitar e proteger seus dispositivos domésticos contra hackers. A primeira de todas é alterar a senha por defeito que vem configurada no seu router. Crie uma senha com letras, números e símbolos. Outra maneira é regularmente ir fazendo as actualizações de segurança para os seus dispositivos (novos e antigos), caso estejam disponíveis. Verifique sempre que descarrega as actualizações dos dispositivos no site do fabricante do mesmo.

Outra maneira de se proteger, e não optar pelos dispositivos mais baratos. Se você comprar a camera web mais barata possível por 9,95 Euro (p.ex.), provavelmente não será muito segura. Isso não só significa que poderá ter mais vulnerabilidades, como até já pode vir com vulnerabilidades instaladas! (por exemplo, permitir acesso remoto e não se saber)

E, por último, o erro mais comum que muitos desconhecem é fornecer a senha da sua rede Wi-Fi para quem visita a sua casa. Existe algum risco e algum perigo nisso. Você até pode confiar totalmente nas pessoas. Um primo, irmão ou irmã, amigo, etc, pede-lhe a password para colocar no telemóvel. Mas você não sabe o que está instalado no dispositivo dele. O dispositivo pode ter sido comprometido por algum virus. E agora, ao acederem à rede de sua casa, qualquer aplicação que esteja no telefone ou no tablet ou no computador da pessoa a quem deu a senha, pode aceder à sua rede agora e chegar a qualquer dispositivo na sua rede. Caso tenha possibilidade, configure no seu router uma rede para convidados, coloque uma senha segura, e diga aos seus filhos que é essa a senha que você dá aos seus amigos. Assim, os seus amigos/familiares/convidados irão sempre aceder a uma rede separada, mantendo o Wi-Fi de sua casa em segurança.

Nada é seguro a 100%. No entanto, alguns procedimentos de segurança podem ajudar a tornar os seus dispositivos muito mais seguros.

Photo by Sebastian Scholz (Nuki) on Unsplash